financiamento imobiliário
Casa e Jardim,  Casa Própria,  Portfólio

Financiamento imobiliário: Primeiro imóvel sem complicações

Financiamento imobiliário pode ser um assunto complicado, principalmente se é a primeira compra de imóvel parcelado. Por isso, antes de sair à procura da casa ou apartamento dos sonhos, é sempre bom se inteirar das opções de financiamento disponíveis e conhecer suas principais regras para escolher a melhor opção. Conheça as opções no artigo a seguir para fazer o melhor negócio.

financiamento imobiliário

Conquistar o primeiro imóvel é o sonho de uma grande parte da população brasileira. Todos nós queremos ter o nosso próprio espaço para usufruir de momentos de tranquilidade e provermos segurança para nossas famílias. A busca pela primeira casa ou apartamento pode ser um desafio. Em meio ao entusiasmo da procura é preciso estar atento a fatores determinantes para realizar o seu sonho com segurança e com as melhores condições disponíveis.

Preparamos um guia com informações importantes para que você realize seu sonho sem complicações. Saiba quais são os tipos de financiamento imobiliário e qual a documentação necessária. Veja também em quais modalidades você se encaixa de acordo com sua renda e outros requisitos. Confira!

Documentação para financiamento imobiliário

Preparar a documentação necessária para o financiamento é um passo importante. Identidade, CPF, certidões de casamento e comprovantes de endereço sempre serão necessários. No entanto, outros documentos serão pedidos de acordo com o sistema de financiamento escolhido. Para aquisição de um imóvel usado, por exemplo, é preciso apresentar a certidão habite-se, certidão de tributos municipais ou outros documentos que comprovem sua legalidade.

Sistemas de amortização dos juros

Existem dois sistemas de amortização (redução do saldo devedor). Eles devem ser escolhidos com base no valor do imóvel e na renda do comprador.

Tabela SAC

No Sistema de Amortizações Constantes (SAC), a cada prestação paga é deduzido um valor fixo do saldo devedor, fazendo com que esse diminua. Sendo assim, os juros que incidem sobre ele também diminuem, reduzindo o valor da prestação.

Tabela PRICE

No Sistema PRICE as prestações são pré-estabelecidas no momento do contrato. Os reajustes ocorrem de acordo com a Taxa Referencial (TR). Valores e juros inclusos no financiamento são distribuídos de forma equilibrada em todas as parcelas.

Embora a tabela SAC se apresente atraente a princípio, é preciso considerar que as primeiras prestações podem ser mais altas que na PRICE. Assim, elas podem ser incompatíveis com a renda declarada no momento da compra. É importante ter uma boa consultoria nessa hora para analisar qual o sistema ideal para você.

Linhas de Financiamento imobiliário

Vamos conhecer agora as principais linhas de financiamento disponíveis nos mercado. Cada uma delas conta com características e condições distintas, sendo, portanto, importante analisá-las para fazer uma escolha acertada.

Minha Casa Minha Vida

O Minha Casa Minha Vida é um programa do governo federal. Ele visa auxiliar a população de baixa renda na conquista do primeiro imóvel. Portanto, conta com subsídio do governo, taxas de juros significativamente baixas e atende a população com renda até R$ 9.000,00. Ele se subdivide em quatro categorias:

  1. MCMV 1: atende famílias com renda de até R$ 1.800,00 e o governo pode arcar com até 90% do valor do imóvel. O candidato deve se cadastrar no programa, na sua cidade e aguardar o sorteio do imóvel;
  2. MCMV 1,5: destinada a pessoas com renda de até R$ 2.600,00, com taxas de 5% e subsídio de até R$ 45.000,00;
  3. MCMV 2: para pessoas com renda entre R$ 2.600,00 e R$ 4.000,00, com taxas que variam de 5,5% a 7% e subsídio de até R$ 27.500,00;
  4. MCMV 3: para quem ganha entre R$ 4.000,00 e R$ 9.000,00, a faixa 3 do MCMV oferece financiamento com uso dos recursos do FGTS e juros de até 8,16%.

É importante ressaltar que, no MCMV, só se enquadram pessoas que ainda não possuem um imóvel registrado em seu nome. Essa regra é válida para todos os que compõem renda em um financiamento.

SBPE

O Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) facilita a aquisição de imóveis com a utilização de recursos próprios e até 35 anos de prazo para pagamento. Você pode conseguir financiamento de até 100% e não importa se você já possui outros imóveis em seu nome. As prestações podem ser debitadas direto em conta corrente ou descontadas em folha de pagamento. Saiba mais sobre o SBPE aqui.

Pró-cotista

Específico para quem possui conta ativa no FGTS com no mínimo de 36 meses de contribuição. Nesse sistema não há limite de renda e você tem até 30 anos para pagar o seu imóvel. Veja mais sobre o Pró-cotista aqui.

Então, essas são informações importantes no momento de procurar por um financiamento imobiliário. Esperamos tê-lo ajudado a adquirir um conhecimento mais amplo das modalidades disponíveis. Assim poderá fazer uma escolha mais acertada no momento de realizar o seu sonho.

Para ter mais dicas e informações sobre como conquistar seu imóvel, deixe um comentário e responderei o mais breve possível.

Redatora Freelancer | SEO. Escrevendo principalmente e com muito amor sobre Gestão de pessoas e Marketing digital. Interessada, também, por outros assuntos como literatura, sustentabilidade, plantas artesanato e vida saudável. Apaixonada pela vida!